Sociedades Seguras
Sociedades Seguras

O desafio reside na capacidade de reforçar a resiliência da sociedade pelo desenvolvimento de novos sistemas de gestão de crises e emergência, sistemas de comunicações interoperáveis e inovadores sistemas de monitorização para ambientes urbanos. A cibersegurança, as redes inteligentes e as plataformas não tripuladas trazem uma nova dimensão à segurança da sociedade, reclamando soluções avançadas orientadas para o utilizador. As sociedades seguras visam reduzir a perda de vidas humanas e o impacto ambiental e económico de desastres naturais e humanos, enquanto responde às dinâmicas sociais.

C2, Comunicações e Cibersegurança
C2, Comunicações e Cibersegurança

A profusão atual de ameaças novas, assimétricas, tem ditado a necessidade de criar novos sistemas de comando e controlo (C2), agregadores dos elementos de estratégia, táctica e operações capazes de enquadrar actuações informadas que cumprem objectivos específicos. A fiabilidade e integridade destes sistemas são hoje garantidas por comunicações fiáveis, seguras e robustas e por avançados protocolos de segurança que protegem a confidencialidade de informação crítica para a sustentabilidade e competitividade dos agentes.

Sistemas Não Tripulados
Sistemas Robóticos

Equipados com processamento de dados, sensores, sistemas de controlo e de comunicações, os sistemas robóticos não tripulados são equipamentos capazes de operarem autonomamente, sem intervenção humana. Esta caraterística torna-os particularmente úteis em atividades repetitivas, de elevada precisão e perigosas, nomeadamente em ambientes contaminados e hostis, com aplicação nos domínios da agricultura, segurança, infraestruturas, saúde e transportes. Os robots assumem pois um imenso potencial na transformação da vida em sociedade.

Sociedades Sustentáveis
Sociedades Sustentáveis

O impacto ambiental das atividades agrícola, piscatória e florestal determina a necessidade de melhores sistemas de monitorização, deteção precoce e apoio à decisão que integram observatórios de cidadãos para construir soluções globais e compreensivas em monitorização ambiental. A transição para sistemas energéticos competitivos e sustentáveis exige soluções inteligentes para a gestão dos recursos energéticos e a monitorização da sua utilização. O foco incide nas tecnologias de cidades inteligentes, criando comunidades de elevada eficiência e serviços digitais móveis de valor acrescentado.

Sensores Ambientais
Sensores Ambientais

Preocupações com a mudança climática, a perda da biodiversidade e a falta de água potável têm causado o crescimento exponencial de sistemas de deteção e monitorização ambiental, um mercado global que deve alcançar os 12.6 biliões de euros em 2020. Avanços tecnológicos no desenho, desenvolvimento e produção de sensores, de redes de comunicações sem fios e de sistemas de informação de elevada capacidade têm permitido implementar sofisticados sistemas de monitorização ambiental em tempo real, que ambicionam contribuir para a sustentabilidade das atuais políticas de protecção ambiental.

Sistemas Inteligentes de Automação
Sistemas Inteligentes de Automação

A gestão inteligente da rede energética é cada vez mais importante, permitindo a utilização de um vasto conjunto de tecnologias, sensores, medidores, sistemas de comunicações e equipamentos de armazenamento com o propósito de melhorar a eficiência da utilização da rede e serviços associados. Esta melhoria requer a implementação de avançadas capacidades de automação, visando o desenvolvimento de edifícios e espaços urbanos inteligentes, com a capacidade de gerar substanciais poupanças em custos de operação e de consumo energético.

Sociedades Saudáveis
Sociedades Saudáveis

Atividades de investigação e desenvolvimento envolvendo o uso de sensores de saúde sem fios para monitorização de sinais vitais e a transmissão destes dados em tempo real são uma inovação aplicável aos domínios do diagnóstico, da terapêutica e dos cuidados de saúde personalizados, com base na integração de dados de sensores com sistemas de informação médica e módulos de apoio à decisão. A proliferação de sensores de saúde sem fios, e de aplicações móveis de saúde é hoje uma prioridade para a sustentabilidade dos novos sistemas integrados de saúde.

Sensores de Saúde Sem Fios
Sensores de Saúde Sem Fios

Graças ao rápido desenvolvimento das tecnologias móveis, a sociedade beneficia hoje de uma panóplia vasta de sensores e equipamentos de saúde sem fios, capazes de monitorizar em tempo real indicadores de saúde e bem estar. Estes novos equipamentos têm vindo a criar novas oportunidades no domínio dos cuidados de saúde, beneficiando muito da evolução e aceitação da telemedicina e de uma nova capacidade sem precedentes para identificar novas doenças, orientar terapias baseadas em dados reais e desenvolver estratégias personalizadas de cuidados de saúde.

Aplicações Móveis de Saúde
Aplicações Móveis de Saúde

A utilização crescente de tecnologias de mobilidade - smartphones, tablets e aplicações de saúde - anuncia uma nova era na personalização de cuidados de saúde, em que a monitorização em tempo real e a comunicação multimédia entre pacientes e profissionais da saúde revoluciona a monitorização remota de pacientes crónicos ou críticos, a capacidade de diagnósticos mais precisos e exactos e o envolvimento direto dos pacientes no seu próprio tratamento, exercendo de forma consciente e responsável uma participação activa no domínio dos cuidados de saúde e bem estar.