Das Personas a Casos de Estudo: O Caminho do SHAPES

Abril de 2020

« VOLTAR A NOTÍCIAS

ANTERIOR »        PRÓXIMA »

Casos de Estudo do SHAPES

Com uma forte ênfase no utilizador, o Projeto SHAPES apresenta uma abordagem metodológica baseada na criação de personas e na identificação de casos de estudo, concetualizados como histórias que descrevem as ações e decisões de um utilizador da Plataforma SHAPES, no contexto particular do envelhecimento e do reforço da capacidade de independência e autonomia.
Para os efeitos do projeto, os casos de estudo consideram as necessidades dos utilizadores da Plataforma SHAPES no domínio funcional, pessoal, emocional e médico, bem como visam ilustrar o rol e variabilidade das soluções tecnológicas para a melhoria da qualidade de vida da população idosa. Um conjunto de treze casos de estudo focam a prestação de serviços, incluindo tecnologia assistida para leitura, a recolha de informação relevante da Internet, o pedido de refeições e o lembrete para medicação. A auto-gestão de doenças crónicas é um caso de estudo específico, transversal a várias das personas SHAPES e pode ser estendido para a monitorização, nomeadamente a monitorização do ambiente de casa, dos níveis de glicose, do batimento cardíaco e do cuidado pós-hospitalar. Outros casos de estudo focam a localização dos indivíduos, nomeadamente de idosos com doenças neuro-degenerativas, a monitorização vídeo em casa para prevenção de quedas, o exercício cognitivo e o exercício motor com o apoio de robots.
A EDGE beneficia dos casos de estudo SHAPES agora definidos para melhor identificar as adaptações que serão necessárias realizar na Plataforma eCare, de forma a integrá-la na Plataforma SHAPES, e para contribuir no desenvolvimento dos cenários que irão suportar as atividades de pilotos que multiplicar-se-ão pela Europa a partir de 2021.

« VOLTAR A NOTÍCIAS

ANTERIOR »        PRÓXIMA »