EDGE Desenvolve o Sistema Automático de Chamadas de Emergência no Projeto AIMES

Julho de 2021

« VOLTAR A NOTÍCIAS

ANTERIOR »        PRÓXIMA »

Chamadas Automaticas de Emergencia

No âmbito do projeto AIMES, a EDGE está a desenvolver um sistema automático de chamadas de emergência que, utilizando tecnologias IoT, permite a simulação de dispositivos inteligentes e gera alertas automáticos e chamadas automáticas de emergência, especialmente relevantes quando a situação de emergência não é facilmente detetável ou quando as pessoas não têm a capacidade de chamar o serviço 112.
O middleware IoT e o hub IoT da Plataforma eCare são os módulos em desenvolvimento para a realização das chamadas automáticas de emergência. Dispositivos médicos conectados, como sejam os monitores de pressão arterial, leitores de glicose, oxímetros, monitores de atividade física e monitores de composição corporal, e dispositivos inteligentes para a casa, como os detetores de fumo, os sensores de qualidade do ar e os sensores de movimento, têm a capacidade de medir parâmetros específicos de saúde e bem-estar e a quantidade de substâncias de interesse e de transmitir estes dados.
A Plataforma eCare recolhe os dados enviados pelos dispositivos IoT inteligentes instalados em casa ou utilizados pelas pessoas. Entre os dados recolhidos pela Plataforma eCare destacam-se os sinais vitais, os parâmetros físicos e os dados de saúde, bem-estar e estilo de vida. Adicionalmente, a Plataforma eCare recolhe os dados do ambiente (temperatura e humidade, qualidade do ar e movimento em casa) e apresenta informação ambiental como a meteorologia, os níveis de poluição, pó e pólen, especialmente relevantes para os indivíduos que sofrem de doenças crónicas respiratórias. Com a autorização dos indivíduos, estes dados podem ser partilhados com o cuidador informal ou profissionais de saúde, permitindo o acesso remoto a parâmetros de saúde e bem-estar (auto)reportados, o acompanhamento da evolução da condição de saúde do indivíduo e uma intervenção rápida quando necessário (para ajustamento de medicação, mudança de tratamento ou hospitalização).
A Plataforma eCare inclui já a inteligência para identificar níveis críticos (definidos pela equipa médica) nos parâmetros de saúde e bem-estar recolhidos e acionar automaticamente alertas que podem ser visualizados pelos indivíduos e partilhados com a plataforma de monitorização remota instalada nos pontos de prestação de cuidados, de forma a alertar a equipa responsável.
Agora, com base no trabalho desenvolvido no projeto Europeu AIMES, a Plataforma eCare passa a integrar uma nova capacidade de chamadas automáticas de emergência: com a deteção de um parâmetro de valor crítico (fumo em casa ou sinal vital do indivíduo), a Plataforma eCare apresenta um alerta automático ao indivíduo e este dispõe de um período de tempo pré-definido para desligar o alerta. Caso não haja reação por parte do indivíduo ao alerta, a Plataforma eCare gera automaticamente uma chamada de emergência de nova geração. Estas chamadas são enriquecidas com os dados do dispositivo IoT que deteta a emergência, os dados do proprietário do dispositivo e os dados relacionados com a emergência, facilitando ao operacionais do serviço de emergência a perceção da situação de emergência. Esta nova capacidade da Plataforma eCare é tida como muito importante pelos indivíduos que usam a Plataforma e pelos profissionais de saúde e assistência social que os acompanham, que a consideram um mecanismo adicional de segurança e proteção para situações que requerem uma resposta de emergência e que ameaçam vidas.

« VOLTAR A NOTÍCIAS

ANTERIOR »        PRÓXIMA »